Resumo do que aconteceu na apresentação do Marcelo Adnet no Recife.

Na noite de ontem (28/09), Recife recebeu a presença ilustre do talentoso Marcelo Adnet, com plateia lotada Adnet fez um show impecável, ao subir no palco, começou se apresentando para quem não o conhecia, interagiu com a plateia, fez o trailer de como seria o filme do Luiz Felipe, Dona Elcyene foi o ponto alto do show, mostrou a plateia como todas as musicas de alguns estados poderia ser cantada nas mesmas notas musicais, interagiu com as TRIPs Priuu e Bianca, puxou o saco da Angel em uma musica, mostrou como Maria Bethânia cantaria show das poderosas, homenageou um bairro do Recife [ÔÔô Linha do Tirooooo] fez um funk com o bairro IPSEP, o senhor que ria de um jeito engraçado na plateia também foi zuado [quem manda morar em afogados kkkkk] e no final fez um repente com tudo que tinha acontecido no show. Confira a galeria de fotos e um vídeo exclusivo para os leitores do AdneTRIP! que não puderam comparecer no show.

Fotos: Isabela e Art Rec

Ingressos esgotados para apresentação de Marcelo Adnet hoje em Recife.

Ingressos esgotados para apresentação de Marcelo Adnet hoje em Recife.   2013

Art Rec Produções divulgou em nota à imprensa que se encontram esgostados todos os ingressos para a apresentação do humorista Marcelo Adnet no Teatro da UFPE neste sábado (28).

Sem roteiro, o carioca apresenta show de humor com traços de stand up comedy e improviso, como na peça Zenas emprovisadas, a primeira – e uma das poucas – que trouxe ao Recife, em 2009.

A inspiração vem de pesquisas constantes sobre a cultura e os hábitos locais. “Entrar em uma sintonia fina na qual o cérebro gira rápido e sem amarras, para o pensamento fluir com facilidade”, comenta.

Adnet prioriza o humor crítico e confessa preferência pela junção de política e humor. Atualmente, está em fase de idealização de um programa humorístico para 2014.

Fonte: Diario de Pernambuco

Marcelo Adnet tem a carteira de habilitação apreendida na Lei Seca

Ator foi parado em blitz na Lagoa, na Zona Sul. Ele se recusou a fazer o teste do bafômetro e também foi multado.

Marcelo Adnet tem a carteira de habilitação apreendida na Lei Seca   2013

O ator Marcelo Adnet teve a carteira de habilitação apreendida e foi multado durante uma blitz da Lei Seca na madrugada desta sexta-feira (27) na Rua Professor Abelardo Lobo, na Lagoa, na Zona Sul do Rio.

Ele se recusou a fazer o teste do bafômetro e recebeu multa de R$ 1.915,40 e perda de 7 pontos na carteira. A infração é considerada gravíssima.

Fonte: G1

Craque do improviso, Marcelo Adnet se apresenta no Recife neste sábado!

Em noite de 2009 no Teatro Santa Isabel, um humorista se sobressaía em duelo de ideias e velocidade da peça Zenas Emprovisadas. Para os comediantes do elenco, formado por Fenrnado Carus (Multishow), Rafael Queiroga (MTV), Gregório Duvivier (Portas do Fundos), era difícil superar o raciocínio rápido de Marcelo Adnet, um mestre do improviso.

A apresentação foi uma das poucas do comediante carioca no Recife. Mas o próximo encontro com o público pernambucano será neste sábado, no Teatro da UFPE, às 21h. No ritual de preparação do show de humor, o ex-membro da MTV costuma pesquisar a cultura e os hábitos locais.

Desde janeiro, Adnet está na Globo, emissora na qual estreou com pé esquerdo na série O Dentista Mascarado. Recebeu críticas negativas e frustou alguns fãs. Em seguida, atuou em quadros do Fantástico, de comentários sobre a Copa das Confederações a paródias de clipes antológicos dos 40 anos de programa. Sobre o que mudou do Adnet da MTV – com a liberdade de improviso que o consagrou – para da Globo, ele é sucinto: “a empresa no qual trabalha”. Apenas

Craque do improviso, Marcelo Adnet se apresenta no Recife neste sábado!   2013

*Entrevista

Em entrevista, você mencionou que um dos motivos para a migração da MTV para a Globo foi vontade de ser visto. O assédio já chegou a incomodar?

A razão da mudança foi o fim da MTV. Mas um lado positivo da mudança é democratizar a comunicação, ou seja, agora sou visto por dez vezes mais gente e acho isso importante pra mim, já que faço um trabalho que às vezes tem cunho político e informativo. O assédio faz parte e o próprio artista estabelece seus limites, dependendo da forma como se expõe.

Você está com algum projeto na Globo ou no cinema?

Estamos criando um programa humorístico para o ano que vem, ainda na fase de braintorming, criando e jogando ideias na mesa. No cinema, só a longo prazo.

Existe algum projeto que você deseja fazer?

Existem mil coisas que gostaria de fazer. Sou eclético. Já fiz teatro, cinema, publicidade, programa de viagem, de cotidiano, de esquetes, clipes musicais e ainda há mais por vir. Novela não é meu foco, acho que não teria saúde e paciência para passar meses gravando. É coisa para atleta.

O que você não gosta do humor?

Sou super democrático e liberal no humor. Hoje, vivemos uma fase na qual rola de tudo e há público para todos os tipos de humor. Pessoalmente, prefiro humor crítico – seja em relação a um comportamento, uma pessoa, um movimento, o que for. Gosto de aliar política e humor.

Você ri com facilidade de piadas?

Sou exigente, mas tenho o riso frouxo. Rir faz muito bem.

Acha que a televisão está mais conservadora?

Não, está apenas esquizofrênica, questionando sua própria identidade e seu papel. Ela tem medo da internet, da TV a cabo, do jovem e da classe C. Tenta agradar o público sem saber direito como. É uma crise que estimula a criação e aumenta, pouco a pouco, a ousadia.

O que te deixa com vergonha?

Ficar nu em frente a estranhos, atrasar-se para um compromisso, pedir alguém em casamento em público e ser recusado, errar uma piada, fracassar em um improviso, falar besteira na frente de gente inteligente, falta de educação, desigualdade social e sandálias Crocs.

Como é a rotina enquanto humorista?

É maravilhoso porque trabalho com algo leve e que parte da observação. Qualquer coisa que acontece no dia dia é uma inspiração, porque traz reconhecimento e trabalho e me fez chegar até aqui. Por outro lado, somos cobrados, julgados, trabalhamos domingo e feriados e temos que lutar muito pelo direito de estarmos tristes ou de mau humor.

Como você enxerga o investimento da MTV no humor?

Maravilhoso, essencial. Embora não se reconheça, a MTV foi importantíssima para o humor nacional, com a anarquia de Hermes e Renato e depois com a geração de Rabin, Queiroga, Tatá, Paulinho, Capella, Adnet, Calabresa, Gui Santana e Bento. Tivemos liberdade e apoio para brincar e sermos felizes. Obrigado, MTV!

*Sucessos na WEB

*Muitas faces

Além da televisão, o humorista também transita em produções para o cinema. Ele já participou de filmes como Muita calma nessa hora, no qual interpretou um mauricinho paulista, e Os Penetras, vivendo o malandro carioca Marco Polo Azevedo. Ambientado no Rio de Janeiro, contracenou com Beto, personagem do também humorista Eduardo Sterblitch.

*Jogador Sincero

Com direito a cuspes e erros de português, ele incorpora um jogador de futebol sincero em quadro do programa Furfles (MTV). Em entrevista sobre a Copa, o “craque” escanteia a bola e adversários para falar de resort cinco estrelas, hidromassagens, Playstation e o salário de um milhão de euros. Com humor e camisa canarinha, ironiza descompromisso com a Seleção Brasileira.

*Vida de Playboy

A liberdade na MTV Brasil foi um dos estímulos para Adnet experimentar a habilidade cômica. Em programas como Comédia MTV e 15 minutos, muitos esquetes se tornaram populares nas redes sociais. Em Vip, ele interpreta um playboy paulista, cuja rotina é sempre limitada a uma área vip. Até em momentos inusitados, como no nascimento ou em uma consulta médica.

*Gaiolas das cabeçudas

As paródias de Marcelo Adnet exploram o universo musical. No ultimo quadro no Fantástico, o público pode matar as saudades das criações. Mas nada se comparou à popularidade alcançada pela composição Gaiola das cabeçudas, paródia do hit Créu, no Comédia MTV. Em ritmo de funk, associava as letras do alfabeto a nomes de intelectuais, compositores e Xuxa.

*Instapoã

Além de humorista, Adnet vem de família de músicos (Mário Adnet tio do Adnet fará show no Recife, dia 4 de outubro, no Teatro Santa Isabel). Em mais um esquete musical, Instapõa, paródia de Tarde em Itapõa, de Vinicius de Moraes e Toquinho, a paródia se inspira na relação das pessoas com o aplicativo Instagram. Destaca os recursos, como filtros, molduras e momentos fotograficos.

Marcelo Adnet.
Onde: Teatro da UFPE
Quando: Sábado, às 21h
Quanto: R$ 70 e R$ 35 (meia-entrada)
Informações: 3207-5757

Fonte: Diário de Pernambuco