Dani Calabresa fala do desafio de estrear na bancada do ‘CQC’

Dani Calabresa fala do desafio de estrear na bancada do CQC   dani calabresa marcelo adnet

Prestes a estrear na bancada do “CQC”, Dani Calabresa conta em entrevista ao site que ela e o marido, Marcelo Adnet, já conversam sobre filhos. Casados desde 2010, eles fazem um “workshop” com o sobrinho da humorista, Luigi, de 3 anos.

- Como tia, a gente vai aprendendo, né? Eu e Marcelo já desviamos de muito jato de xixi e estamos treinando – diz Dani. – Amamos criança , mas agora nao é a hora porque estamos gravando de madrugada e viajando muito.

Por causa do trabalho, Dani e Adnet se dividem entre Rio e São Paulo, mas, apesar da saudade, os dois já estão acostumados com a ponte aérea.

- É assim desde 2008, porque ele sempre fez peça de improviso no Rio. Mas a gente sente falta de se ver todo dia. Somos apegados e apaixonados – afirma. – Mas isso nunca foi um problema. A gente se esforça para se ver muito. Ele voa de madrugada, desce em Guarulhos só para ficar comigo até de tarde.

Além da estreia na bancada, Dani continuará à frente do quadro “Sem saída”, no qual submete uma celebridade a um teste com polígrafo para ver se ela está falando a verdade ou mentindo. Ela também lançará dois filmes este ano: “A esperança é a última que morre”, de  Calvito Leal, e “Superpai”, de Pedro Amorim.

- Estou feliz.  Foi um desafio entrar num programa que faz sucesso desde 2008 aqui no Brasil, mas deu tudo certo e foi uma experiência boa. Estar na bancada aumenta minha responsabilidade, mas ao mesmo tempo é muito legal.

Fonte: O Globo

O espetáculo ‘Z.É – Zenas Emprovisadas’ terá sessão única em Goiânia no dia 2 de novembro

O espetáculo Z.É   Zenas Emprovisadas terá sessão única em Goiânia no dia 2 de novembro   teatro

Quatro atores de comédia tentando fazer uma peça diferente a cada apresentação. Essa é a ideia do espetáculo Z.É – Zenas Emprovisadas, que terá sessão única em Goiânia no dia 2 de novembro. Fazem parte do elenco os atores Fernando Caruso, Gregório Duvivier, Marcelo Adnet e Rafael Queiroga.

Para divertir a plateia, a peça é dividida em três partes distintas e promete uma hora inteira de risos, com uma hora de duração. Na primeira parte, os atores fazem um esquete de humor. O ato intermediário é composto por uma aula de teatro ao vivo. Isso porque um diretor convidado ensina várias formas de improvisação.

Por fim, o quarteto apresenta jogos de improvisação fixos. O que muda é apenas os temas sugeridos pelo próprio público. A partir disso, os atores encenam as situações criadas pela platéia e coordenadas pelo diretor convidado.

Z.É – Zenas Emprovisadas foi criado em 2003, no Rio de Janeiro. Dois anos depois, a comédia foi a ganhadora do Prêmio Shell. O espetáculo já foi assistido por mais de 300 mil pessoas.

Serviço:
Espetáculo: Z.É – Emprovisadas
Data/Horário: 02/11/2013, às 19 horas
Local: Teatro Rio Vermelho – Rua 4, 1400, Setor Central
Classificação Etária: 16 anos
Ingressos: Plateia inferior – Inteira: R$ 100 / R$ 50; Plateia superior – R$ 80 / R$ 40

Fonte: G1

Z.É – Zenas Emprovisadas em Brasília

Fernando Caruso, Gregório Duvivier, Marcelo Adnet e Rafael Queiroga chegam a Brasília no espetáculo Z.É (Zenas Emprovisadas).

Z.É – Zenas Emprovisadas em Brasília   teatro

Na estrada desde 2003, a peça Z.É (Zenas Emprovisadas) já foi vista por mais de 150 mil pessoas. Com o elenco fixo formado por Fernando Caruso, Gregório Duvivier, Marcelo Adnet e Rafael Queiroga, o espetáculo sempre traz um convidado e consiste em jogos de improvisação com a participação do público. O espetáculo é dividido em três blocos: um esquete de humor, uma aula ao vivo de teatro e jogos de improvisação.

Z.É Zenas Emprovisadas
Duração: 60 min.
Ingressos: R$ 80 e R$ 40 (meia).
Informações: (61) 3034 6560.
Não recomendado para menores de 12 anos.
Data: 26.10.13
Hora: Sábado, às 19h.
Local: Sala Villa-Lobos (Teatro Nacional, Setor Cultural Norte, Via N2; 3325-6239).
Site: www.zenasemprovisadas.com.br/

Fonte: Brasília Agenda